Suspeito de latrocínio de dono de padaria no Mondubim é preso novamente

0

Lucas Rosa Gonçalves, de 25 anos, foi recapturado após fugir da Delegacia de Capturas (Decap), em Fortaleza. Ele havia sido preso no dia 4 de janeiro, pelo Departamento de Homicídios (DHPP) e, três dias depois, fugiu no momento em que era encaminhado a unidade prisional. Ele foi preso pela suspeita de latrocínio (roubo seguido de morte) que vitimou o proprietário da padaria Dona Adélia, no bairro Mondubim. Seu Reginaldo, de 63 anos, era dono do estabelecimento e foi morto com um tiro na cabeça durante assalto. A segunda prisão ocorreu na manhã desta segunda-feira, 14, em Pacatuba, na Região Metropolitana de Fortaleza.

O suspeito foi preso, originalmente, menos de 24 horas após a morte da vítima. Lucas é apontado pela Polícia Civil como o responsável por atirar. Mais duas pessoas foram detidas, suspeitas de envolvimento no latrocínio. Nas imagens das câmeras de segurança, é possível ver toda a ação. Lucas ficou preso três dias e permaneceu mais de um mês foragido, enquanto a família de seu Reginaldo permanecia com a padaria fechada e temendo represálias do indivíduo. 

Em entrevista ao O POVO, o advogado que representa a família da vítima relatou o empenho do DHPP em prender Lucas e lamentou a fuga dele. Os parentes estiveram mobilizados pedindo auxílio das autoridades para que o suspeito fosse recapturado. Também ao O POVO, a viúva de Seu Reginaldo, dona Lucimeire Januário, relatou a dor da perda e a dificuldade de reaprender a viver sem o marido, após 38 anos de casados. 

Lucas Rosa é conhecido das autoridades e responde na Justiça por associação criminosa, tráfico de drogas, porte ilegal de arma de fogo e roubo. Em janeiro, ele foi detido pelo crime de latrocínio na comunidade do Lagamar e apontou o responsável por emprestar a arma de fogo usada no assalto.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui