Setembro: mês de sensibilização à doação de órgãos e tecidos

0

A campanha Setembro Verde, realizada ao longo desse mês, tem o intuito de sensibilizar a população para a doação de órgãos e tecidos. Para o doador, não é necessário deixar algo por escrito. Porém, é fundamental comunicar à família o desejo de doação. Dizer “sim” pode mudar a vida de milhares de pessoas que esperam por um transplante no Ceará.

A coordenadora da Central de Transplantes do Ceará, Eliana Barbosa, informa que é importante comunicar ao familiar sobre o desejo de doação. Uma das principais causas da redução de transplante se dá pela negativa familiar. “Em 2018, de acordo com o Registro Brasileiro de Transplantes, a não efetivação da doação foi de 36% no Ceará e 43% no Brasil”, sentencia.

O indivíduo pode ser um potencial doador de córneas, rins, fígado, coração, pulmão, pâncreas entre outros órgãos e tecidos. Os órgãos são retirados e utilizados para transplante. Ou seja, um único doador pode salvar cerca de oito vidas. Certificado da morte cerebral, acontece perdas irreversíveis das funções vitais que mantêm a vida, como a perda da consciência e da capacidade de respirar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui