Reisado do ESCUTA: há 30 anos encanta a periferia fortalezense

0
Reisado, nossa cultura, permanece firme e forte na vida dessa comunidade de Fortaleza

Uma tradição secular, Reisado, é um das vertentes do Espaço Cultural Frei Tito de Alencar (ESCUTA), na Rua Noel Rosa, 150, no Pici, capital cearense. O Site da Rádio Clube 1200, cumprindo sua missão, divulga a programação dessa atividade cultural. O Reisado, quase desconhecido na suposta zona nobre da cidade, Já faz parte da vida dessa comunidade. De Fortaleza. Do Ceará.

O Reisado do ESCUTA, com trinta anos de plena atividade, só na comunidade do Pici. Hoje, sábado (04/20) as festividades serão realizadas na Rua Entrada da Lua, 256, Pici. A seguir a programação:

Reisado do ESCUTA: Encontros às 23h00, todas as noites.
01/01 Jóquei Clube – saída: Rua Luciano Queiroz, 33.
02/01 Comunidade do Feijão – Saída: Travessa Cenário, 20 – Pici.
03/01 Fumaça – Saída do Escuta – Rua Noel Rosa, 150 – Pici
04/01 Entrada da Lua – Saída: Salão São Francisco – rua Entrada da Lua, 256 – Pici.
05/01 Beco Tranquilo e adjacênça – Saída Rua Vitória, 71 – Pici.
06/01 ESCUTA – 19h00 – Com Pastoril, Bumba meu boi e Tirada de Reis. Rua Noel Rosa, 150 – Pici.

Parte interna da sede do ESCUTA

O Espaço Cultural Frei Tito de Alencar (ESCUTA), que fica situado na periferia de Fortaleza, é uma organização sem fins lucrativos de natureza cultural, que busca promover a arte, a cultura e a educação popular, e tem inserido recentemente nas suas linhas de ações o esporte como forma de inserção social e de construção da cidadania. O nome do Espaço homenageia o cearense Frei Tito de Alencar, dominicano que com a sua doação e dedicação de vida se tornou mártir social na luta contra a Ditadura Militar no Brasil.

Mas nem sempre o ESCUTA foi uma instituição formalizada. O ESCUTA teve início em 1980 com a chegada de vários missionários e missionárias cristãos católicos na Favela da Fumaça, no Pici, que era constituída apenas de becos e travessas, em um ambiente extremamente desumano, formado por descendestes de índios Tapebas, Tremembés, Tabajaras e afrodescendentes, possivelmente de diversos Quilombos espalhados pelo Estado do Ceará. Foi nesse ajuntamento de etnias que se formou a Fumaça e tornou-se uma espécie de Quilombo, com toda a beleza negra, branca e indígena e suas potencialidades religiosas e culturais. Faltava a esses povos conhecimentos de seus direitos e deveres pra juntar aos seus saberes e elevar o nível de sua organização. O grupo de missionários(as), a partir da fé, colaborou para que ali se formasse a primeira organização comunitária, que foi a Comunidade Eclesial de Base (CEB) da Fumaça.

As CEBs perceberam que uma das dificuldades locais era o analfabetismo de crianças, adolescentes, jovens e adultos e é daí que nasce a Escolinha Comunitária Frei Tito de Alencar, hoje ESCUTA – Espaço Cultural Frei Tito de Alencar, que como primeira ação, formou jovens da comunidade com o método Paulo Freire, para serem educadores e educadoras, não só do alfabeto e letramento, mas principalmente da leitura crítica de mundo, utilizando-se na formação também a Comunicação Popular com a Rádio Comunitária Frei Tito nas décadas de 1980 e 1990 e tornou-se ONG (Organização Não-Governamental) a partir de 2003.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui