RATOS E INSETOS FAZEM A FESTA NO LIXÃO DA AVENIDA EDUARDO GIRÃO

2
Rampa de lixo na Avenida Eduardo Girão

Apesar de tentar, a Prefeitura de Fortaleza, em alguns bairros, está perdendo o jogo. Prova real é uma enorme rampa de lixo caseiro e resto de material de construção estão poluindo a avenida Eduardo Girão, Fátima. Afora o descuido da PMF, falta de bom senso de algumas famílias que contribuem jogando todo tipo de sujeira na área. A comunidade prejudicada, há mais de ano, reclama e pede a colaboração do poder público e, também, dos poluidores. É o lema mais falado: mais saúde e conservação do meio ambiente.

O lixão, conforme os moradores residentes nas proximidades, especificamente da Rua François Teles de Menezes, bairro de Fátima, já foi e continua sendo motivo de discórdia. Pelo seguinte motivo. O surgimento do “rampão” é pura obra de algumas famílias abastadas. Fazem reforma nas suas residências e não pagam serviço e transporte específico. Preferem pagar ninharia aos carregadores. Os moradores prejudicados dizem que a poluição, até ano passado ficava do outro lado da Avenida Eduardo Girão. Na calçada de um condomínio, próximo ao cruzamento da avenida com a Rua François Teles.

Cansados de esperar pela resposta da PMF, os moradores avisam que em pouco tempo, todo esse trecho da avenida será tomada pelo lixo. Indignada com a falta de bom senso das famílias poluidoras e dos órgãos municipais, dona Shirley Vasconcelos, morando há mais de 20 anos no bairro, informa que paciência tem limite. “Desde que vim aqui, nunca enfrentei esse tipo de problema. Havia sujeira. Mas não nessa proporção. Seria bom os representantes dos poderes municipais passarem aqui e ver o estrago. Muitos políticos, como sempre ocorre, só nos veem na campanha”, desabafa.

Afora a questão da poluição visual, desfigurando a bela avenida, o “rampão” preocupa ainda mais os moradores. Eles temem problemas de saúde. Dona Raimunda Pereira, residente da François Teles, há mais de 40 anos, relata seu drama. “Moço, quando cheguei aqui a coisa era bem diferente. Tinha muito mato, mas era limpo. Hoje só tem porcaria no meio da rua. Tem muita gente despejando lixo na avenida e ninguém faz nada. Tenho medo é de tanto rato passeando aqui à noite”.

Com a palavra a Prefeitura de Fortaleza.

2 COMENTÁRIOS

  1. Excelente matéria. Mostra a realidade da rua, a fim de que, moradores e autoridades municipais colaborem na manutenção da limpezaa das ruas. Reportagem imparcial, revelando as verdades de cada parte envolvida. Gostei.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui