Procon: 161 denúncias de preços abusivos de álcool gel, luvas e máscaras

0

O Procon Fortaleza contabilizou 161 denúncias de preços abusivos em farmácias, supermercados, lojas de produtos de limpeza, atacadistas e lojas de produtos hospitalares durante fiscalização iniciada ontem. O objetivo da fiscalização, de acordo com a instituição, é apurar se os estabelecimentos estão elevando preços de máscaras, álcool em gel e de luvas sem justa causa.

Segundo Cláudia Santos, diretora do Procon, as denúncias serão apuradas e, se confirmadas, os estabelecimentos podem sofrer penalidades, que vão desde a advertência e multa de R$ 13 milhões à interdição do local. “O Código de Defesa do Consumidor considera a elevação de preços sem uma justificativa plausível, uma prática abusiva”, advertiu

Cláudia disse ainda que a grande procura por esses itens de proteção e de higiene por conta da pandemia pelo coronavírus não é um motivo para a elevação nos preços dos produtos. O Procon deve manter a fiscalização até o fim do mês de março. No Ceará já são 11 casos confirmados da doença, de acordo com a Secretaria de Saúde do Estado.

Caso de abuso nos preços, o consumidor deve denunciar ao Procon, por meio da Central de Atendimento ao Consumidor pelo telefone 151 (das 8 às 17h) ou de forma presencial em uma das agências. Segue os endereços das agências:

Procon Fortaleza Centro, Rua Major Facundo, 869 – Centro
Procon Fortaleza Vapt Vupt de Antônio Bezerra, Rua Demétrio de Menezes, 3750, ao lado do Terminal de Ônibus
Procon Fortaleza Vapt Vupt de Messejana, Avenida Jornalista Tomaz Coelho, 602, ao lado do Terminal de Ônibus
Procon Fortaleza Regional IV, Avenida Doutor Silas Munguba, 3770, Serrinha
Procon Fortaleza Regional V, Avenida Augusto dos Anjos, 2466 – Bonsucesso
Procon Fortaleza Regional VI, Rua Padre Pedro Alencar, 789 – Messejana

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui