PGR quer que STF declare extinta a pena de Daniel Silveira

0

Em manifestação enviada ao Supremo Tribunal Federal (STF), a Procuradoria-Geral da República (PGR) pediu à Corte que declaração extinta a pena do deputado federal Daniel Silveira (PTB-RJ), condenado pela Corte por “críticas” a membros da Corte. O pedido da PGR tem por base o decreto assinado pelo presidente Jair Bolsonaro que concedeu graça constitucional ao deputado.

Silveira foi condenado em abril a 8 anos e 9 meses e ainda ao pagamento de multa de R$ 192,5 mil. Além disso, o STF ainda decretou a inelegibilidade do deputado.

O documento que pede a extinção da pena foi assinado pela subprocuradora-geral da República, Lindôra Araújo. Para ela, a o “decreto presidencial é existente, válido e eficaz, sendo que o gozo dos benefícios da graça concedida está na pendência da devida decisão judicial que declare extinta a pena, nos termos do artigo 738 do CPP, artigo 192 da LEP e artigo 107, II, do CP, com retroatividade dos correlatos efeitos jurídicos à data de publicação do decreto presidencial”.

A PGR ainda pediu que fossem revogadas “todas as medidas cautelares em face do condenado, com eficácia retroativa à data da publicação do decreto concessivo de graça constitucional”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui