Pandemia da Bala: Três pessoas são mortas a tiros em casa do bairro Messejana, em Fortaleza e 3 em Caucaia

0
Foto: Leabem Monteiro

Três pessoas foram mortas a tiros na madrugada deste sábado (23) no bairro Messejana, em Fortaleza. As vítimas, dois homens e uma mulher, estavam em uma residência consumindo drogas, de acordo com a polícia, quando quatro homens invadiram o imóvel e efetuaram os disparos.

As vítimas foram identificadas como Ana Caroline Almeida Alves, 27, Valdemir de Sousa Pereira, 27, e Wesley Silva da Costa, 34. A mulher era monitorada pela Secretaria da Administração Penitenciária do Estado do Ceará (SAP) por uma tornozeleira eletrônica, mas usava papel alumínio no equipamento para burlar sua localização. 

Segundo a polícia, os criminosos chegaram de carro ao local, na Rua Coronel Matos Melo, comunidade da Levada, estacionaram em frente ao imóvel e quebraram o cadeado do portão. Após a invasão, efetuaram vários disparos contra as vítimas. A casa pertencia a um dos homens mortos. 

Caucaia

Três homicídios foram registrados em localidades distintas pertencentes ao município de Caucaia, na Região Metropolitana de Fortaleza, neste domingo, 24. Segundo a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), a Polícia Civil do Estado do Ceará (PC-CE), por meio do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), foi acionada para apurar os crimes. 

O primeiro caso ocorreu na altura do quilômetro 279 da estrada CE-020. Um homem ainda não identificado foi morto por disparos de arma de fogo na localidade de Bom Princípio. O segundo, foi de um homem de 60 anos morto a pauladas na Lagoa do Banana. O terceiro caso aconteceu no distrito de Vila Nova. A vítima, que ainda não foi identificada, é um homem que foi morto a tiros.

Os primeiros levantamentos nos locais foram realizado por equipes da Polícia Militar do Ceará (PMCE) e da Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce). O Núcleo de Homicídios e Proteção à Pessoa (NHPP) da Delegacia Metropolitana de Caucaia está à frente das investigações dos casos.

Fonte: O Povo e Diário do Nordeste

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui