Pacientes encontram atendimento especializado e humano no HSJ

0
HSJ, fundado em 1970, é referência em tratamento de doenças infectocontagiosas no Brasil

O diagnóstico de uma doença infecciosa pode trazer mais do que apenas a luta contra a enfermidade. Pode ocasionar o afastamento de pessoas próximas e até discriminação. Essa é uma realidade de muitos pacientes atendidos no Hospital São José (HSJ), do Governo do Ceará, onde encontram atenção especialidade e atendimento qualificado. O HSJ fica na Rua Nestor Barbosa, 315, Parquelândia.

A coordenadora da equipe multidisciplinar do setor,Tereza Raquel de Queiroz Fernandes, sobre a forma do atendimento diferenciado no ambulatório. “Prezamos pelo atendimento humanizado. Esse é o diferencial. A forma de acolher, de enxergar o paciente com importância, inserido na sociedade. Sabemos que ele é discriminado lá fora. Aqui não, buscamos inseri-lo. Isso faz parte da nossa rotina”. afirmou.

Apesar do foco principal do HSJ ser os pacientes com HIV, há também atendimento para pessoas com Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs) de uma maneira geral. Casos de calazar, leishmaniose e outras doenças infeciosas também são tratados.

O espaço conta com uma equipe multidisciplinar composta por nutricionistas, psicólogos, odontólogos e assistentes sociais. E uma equipe médica, com diferentes especialidades, como neurologia, endocrinologia, dermatologia, infectologia, estomaterapia, psiquiatria, ginecologia e pediatria. O ambulatório possui uma estrutura com nove consultórios especializados.

“Aqui a gente tem tudo, graças a Deus. Até amigo”, enfatiza a paciente Joana, que já havia passado por sua consulta e aguardava uma amiga que conheceu no HSJ. Ela precisava compartilhar uma boa notícia: “a doutora disse que está tudo bem, estou curada (sífilis). O ambulatório funciona de sete as 19 horas.

Para ter acesso ao ambulatório do Hospital São José, o paciente precisa ser encaminhado pela rede pública. Ou seja, pode ser encaminhado pelos postos de saúde, quando for de Fortaleza, e, no caso de pacientes do interior do Ceará, por meio das secretarias municipais de saúde.

Fonte: Assessoria de Comunicação HSJ/Foto: (Diana Vasconcelos)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui