OMS informa que vacinas contra a covid-19 precisam de atualização

0

A Organização Mundial da Saúde (OMS) afirmou que as vacinas contra a covid-19 precisam ser atualizadas. A declaração foi feita em um comunicado desta terça-feira, 11, em meio ao aumento de casos depois do surgimento da variante Ômicron.

O órgão destacou que a nova geração de imunizantes deve “ser baseada em cepas que são geneticamente a antigeneticamente próximas das variantes circulantes do Sars-CoV-2”.

Além disso, a OMS frisou que as novas vacinas contra a covid-19 precisam “diminuir a transmissão comunitária e a necessidade de medidas sociais e de saúde pública rigorosas e de amplo alcance”. As atuais têm eficácia contra casos graves e mortes.

Outro ponto desejado é provocar respostas imunes “amplas, fortes e duradouras”, para reduzir a necessidade de sucessivas doses de reforço. O grupo criado pelo órgão segue também fórmulas multivalentes para as novas vacinas contra a covid-19. Ou seja: que contenham antígenos de diferentes coronavírus — “uma opção de longo prazo mais sustentável que seria efetivamente à prova de variantes”.

Novas vacinas contra a covid-19

A declaração da OMS ocorre um dia depois de o executivo-chefe da Pifzer, Albert Bourla, anunciar que empresa trabalha em uma nova vacina contra a covid-19, que seria resistente à variante Ômicron. Ele prevê que o produto esteja disponível em março.

A Moderna, outra companhia norte-americana, também estima uma atualização do imunizante a partir do segundo trimestre.

Aumento de casos em países com ampla vacinação

A variante Ômicon do coronavírus, apesar de menos letal que as demais, tem se mostrado mais transmissível. Países como Austrália e Reino Unido registraram aumento de contaminações, mesmo com ampla cobertura vacinal.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui