Mulher zombou do isolamento e viu o marido morrer de Covid-19

0

Uma comerciante da Paraíba que defendia a abertura do comércio e chegou a zombar da campanha “Fique em casa” gravou um vídeo pedindo desculpas após a morte do marido em decorrência da covid-19.

Silvana Cunha perdeu o marido, o sargento reformado da Polícia Militar Marco Cirino da Cunha, 57 anos, do dia (30/04), em Santa Rita, na Grande João Pessoa. Após a morte do companheiro, ela publicou um vídeo nas redes sociais, mudando de posição e defendendo o isolamento social.

“Há 15 dias, eu escutava essa palavra ‘fique em casa’ e até cheguei a zombar. Cheguei na loja, fiz um vídeo dizendo ‘fique em casa, mas quem vai pagar nossas contas no final do mês?’. Hoje eu digo: fique em casa, literalmente”, diz a comerciante.
Após a morte do marido, Silvana e o filho fizeram testes para a doença e ambos deram resultado negativo.

Fonte: Correio Braziliense/Foto: (Reprodução/Redes Sociais )

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui