Moradores são expulsos após arrombamentos de casas em bairro de Pacajus

0

Moradores do bairro Lagoa Seca, em Pacajus, denunciam invasões de criminosos a casas na rua Marcelo Pinheiro. Em 15 dias, foram quatro casos de arrombamentos, com famílias reféns dos assaltantes. Com medo dos ataques, algumas pessoas estão se mudando do local. A Polícia Militar informa que reforçou o policiamento na área e implantou o Comando de Prevenção e Apoio às Comunidades (COPAC). A Polícia Civil do Ceará (PC-CE), por meio da Delegacia Metropolitana de Pacajus, investiga os casos.  

“A gente ficava apavorada dentro de casa. Nesses dias foi um sufoco. Os bandidos ameaçam os moradores. A gente anoitece e amanhece acordado por medo, se alguém bate no portão a gente já fica apavorado. A última família ficou trancada dentro do quarto. Eles (criminosos) ficaram dentro de casa levando tudo, mandando abrir a porta e ameaçando ‘meter’ bala. O dono abriu a porta, e eles levaram tudo”, relata uma vítima de nome preservado. 

As famílias relatam que os criminosos arrombam e entram armados nas casas por volta da meia-noite. “Crianças, senhora doente, eles arrombam tudo, quebram tudo e levam o que tiver dentro de casa”, diz uma moradora.

Conforme a vítima, há poucos policiais para o município, e a situação faz com que as pessoas se mudem. Quem tem casa própria não sai e fica com medo do que pode acontecer.

As vítimas enviaram imagens ao O POVO mostrando as pessoas com caminhão de mudança. “Teve um caso que levaram todas as roupas do rapaz. Deixaram ele só com a roupa do corpo e uma calça que estava estendida no varal. A Polícia passa aqui uma ou duas vezes, mas está muito complicado, a gente liga e eles estão em outra ocorrência”, diz a fonte. 

Investigação policial

A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) informou, por meio de nota, que equipes da Polícia Civil do Estado do Ceará (PC-CE) e da Polícia Militar do Ceará (PMCE) realizam buscas a fim de identificar e prender os responsáveis pelos supostos crimes contra moradores do bairro Lagoa Seca, no município de Pacajus. 

“A Polícia Militar do Ceará (PMCE), por meio do Comando da Polícia Militar para a Prevenção e Apoio às Comunidades (Copac), coordena ações preventivas no bairro após registro de ocorrências. Policiais militares capacitados sob a doutrina do policiamento de proximidade e gestão de conflitos realizam patrulhamento ostensivo no bairro e acompanham o caso a fim de garantir a segurança dos moradores”, diz a Secretaria.

Além disso, a pasta ressalta que “viaturas foram enviadas para a região para atuarem de forma aprimorada e qualificada, aumentando assim a vigilância da região”. A medida faz parte de um protocolo policial específico gerenciado pelo comando especializado para esse tipo de ocorrência, conforme a SSPDS.

Fonte: O Povo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui