Mesmo após Ciro chamar PT do Ceará de ladrão, aliança deve ser mantida no estado

0

Após o pré-candidato a Presidente Ciro Gomes dizer enfaticamente que no PT do Ceará tinha muito ladrão, o partido tinha prometido uma resposta a altura em uma reunião que ocorreu na tarde de hoje (04/05), o partido soltou uma nota rebate o pedetista e reafirma a aliança em torno de forças “democráticas e antibolsonaristas”. No posicionamento da sigla, a possibilidade de rompimento não é citada novamente.

Recém-chegados ao PT, os deputados estaduais Augusta Brito e Júlio César Filho defendem a manutenção da aliança, apesar dos ataques.

“PT e o partido liderado no Ceará pelos Ferreira Gomes sempre tiveram aliança de sucesso, respeitando e considerando todos os partidos aliados. Temos que lutar pela manutenção da aliança. Precisamos nos posicionar sobre esses comentários. O presidenciável Ciro Gomes é um grande líder no Brasil e no Ceará, mas precisamos nos posicionar para dar um basta nesses ataques”, afirmou o líder do Governo na AL-CE.

Outras lideranças do PT como o Deputado Estadual Acrisio Sena, e o Presidente do partido no Ceará O Conin foram no mesmo caminho, e só fizeram críticas a fala do Ciro Gomes.

No texto, o PT minimiza o desempenho eleitoral do pedetista. “Ciro se volta para as eleições no estado com seu já conhecido ímpeto autoritário, buscando impor uma candidatura ao Governo do Estado à sua imagem e semelhança”, afirmam os petistas.

Para o partido, a postura do ex-ministro inclui “ataques levianos e oportunistas”.”Levianos por assacar insinuações descabidas; oportunista por tentar apresentar vários PTs para, ao final, desviar-se de enfrentar o posicionamento do ex-governador Camilo Santana que, assim como o PT, defende desde sempre a manutenção da aliança que atualmente governa o Ceará”, diz a nota.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui