Manifestantes protestam contra Passaporte Sanitário em frente a Assembleia Legislativa do Ceará

0

Manifestantes estiveram hoje em frente a Assembleia Legislativa do Ceará, protestando contra o Passaporte de Vacinação, que o Governador Camilo Santana planeja implantar por meio de Decreto Governamental na próxima sexta-feira, o que preocupa a parte dessas pessoas que estiveram presentes lá. O motivo desse protesto foi para pressionar a Assembleia Legislativa a realizar uma audiência Pública para tratar sobre o tema, já que vários deputados já haviam protocolado pedidos de audiência e não eram colocado em pauta.

Uma das presentes na manifestação Rosana Terceiro conta que a manifestação é pacifica e motivada pela demora dos deputados pautarem essa audiência pública, que foi protocolada no dia 11 de Outubro, e até então não foi deliberada na Comissão da Saúde, presidida pelo Deputado Guilherme Landim (PDT-CE).

Estiveram presentes no ato pessoas de diversas faixas etárias em frente a Assembleia Legislativa, seguravam cartazes com os dizeres “Vacina Sim, Passaporte não”, “Vacinação Obrigatória não combina com liberdade” e gritavam palavras de ordens no local, também se fizerem presentes na manifestação os Deputados Soldado Noelio e Dra. Silvana, e os vereadores Inspetor Alberto, Marcio Martins, Priscila Costa e Carmelo Neto.

A Vereadora Priscila Costa em sua manifestação criticou a fala da secretária-executiva de Vigilância e Regulação da Secretaria da Saúde (Sesa), Ricristhi Gonçalves, que durante reunião com representantes do setor de eventos, disse “Precisamos localizar as pessoas que não foram vacinadas. Elas não podem circular livremente, pois não é seguro para elas e não é seguro para nós”, a vereadora disse que a fala remetia a apartheid social comparado ao que os nazistas fizeram.

Uma Comissão de 5 pessoas representando os manifestantes, mais os parlamentares presentes se reuniram com o 1° Secretário da Assembleia Legislativa Deputado Estadual Antônio Granja e a Deputada Erika Amorim, e ficaram combinado 3 pontos de pauta, o primeiro foi um pedido de explicação da Secretária-Executiva de Sesa, Ricristhi Gonçalves pela sua fala, o segundo ponto foi a marcação de uma audiência pública para tratar sobre o Passaporte Sanitário e o terceiro ponto era comunicar o Governador Camilo Santana, para não publicar o decreto antes da realização dessa Audiência Pública.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui