Heleno: parlamentares são “insaciáveis” e fazem “chantagem” contra governo

0
Heleno relembrando a ditadura diz: Nada a declarar

Ao comentar a repercussão de uma declaração na qual diz que o Congresso faz “chantagem” contra o governo, o general Augusto Heleno, ministro do Gabinete de Segurança Institucional do Palácio do Planalto, voltou a fazer críticas à postura de alguns parlamentares, que, segundo ele, agem de forma “insaciável”. 

O ministro afirmou ainda considerar que a divulgação de sua fala foi uma invasão de privacidade — mesmo que o vídeo com a frase polêmica tenha sido compartilhado nas redes sociais do presidente Jair Bolsonaro.

“Em mais um lamentável episódio de invasão de privacidade, hábito louvado no Brasil, vazou para a imprensa uma conversa que tive com o Dr. Paulo Guedes e o Gen. Ramos”, escreveu Heleno no Twitter. “Ressalto que a opinião é de minha inteira responsabilidade e não é fruto de qualquer conversa anterior, seja com o Sr. Presidente da República, com o Min. Paulo Guedes, com o Min. Ramos, ou com qualquer outro ministro”, prosseguiu.

Em seguida, o general chama as reivindicação de alguns deputados e senadores de insaciáveis e, sem citar nomes, diz que a atuação desse grupo contraria “os preceitos de um regime presidencialista”.

A manifestação de Heleno nas redes sociais veio depois da divulgação de sua fala na qual ele se mostrava irritado com as negociações do governo com deputados sobre o orçamento. “Nós não podemos aceitar esses caras chantagearem a gente o tempo todo. F***-se”, disse Heleno.

A divulgação do vídeo repercutiu negativamente no Congresso. Enquanto a oposição fala em convocar o general para dar explicações, os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), consideraram a fala de Heleno “antidemocrática”.

Fonte: Correio Braziliense/ Foto: Marcelo Camargo Agência Brsil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui