Governo diz estar pronto para troca do gramado do Castelão; Clubes pedem para estádio não parar

0

Em reunião na tarde desta quinta-feira (9), o Governo do Estado disse estar pronto para iniciar reforma no gramado da Arena Castelão a partir da próxima segunda-feira (13). A resolução, que prevê a troca de toda a estrutura do campo do estádio nos moldes da Arena Romeirão, foi recusada por representantes de Ceará, Fortaleza e Federação Cearense de Futebol (FCF). A decisão sobre as propostas apresentadas ficará à cargo da governadora Izolda Cela.

O anúncio feito no encontro partiu dos secretários de Esporte e Juventude (Sejuv), Rogério Pinheiro, e de Obras Públicas, Quintino Vieira. Com a licitação da Arena Romeirão em mãos, os membros do governo destacaram que as obras poderiam exigir uma paralisação de 60 a 90 dias dos jogos na praça esportiva.

PROPOSTA RECUSADA

Após a proposta ser colocada na reunião, representantes de Fortaleza, Ceará e FCF recusaram a resolução. As equipes se mostraram à disposição para ajudar o governo com outras soluções.

Em resposta à proposta do governo estadual, o presidente do Fortaleza, Marcelo Paz, indagou que não há outra possibilidade que não seja, apenas, a manuntenção do gramado por conta do calendário cheio das equipes.

“Não tem como parar. Como vai parar a Arena Castelão agora? Os dois times terão dois confrontos históricos em competições sul-americanas, dois jogos pela Copa do Brasil e jogos pela Série A. E vai jogar aonde no PV, que só cabe 10 mil pessoas?”, questionou Marcelo Paz.

Na mesma linha de raciocínio, o diretor de Promoções e Atividades Sociais do Ceará, Veridiano Pinheiro, disse que o clube está disposto a encontrar outras formas de colaborar para melhorar a situação de todo o evento para o público.

“Estamos cientes da dificuldade para manter um equipamento como a Arena Castelão, e buscamos sempre oferecer a melhor experiência para o nosso torcedor”, ponderou Veridiano.

Preocupada com a situação do gramado da praça esportiva, a Conmebol enviou ofício para realização de vistoria no estádio na próxima segunda-feira (13), com intuito de contribuir e até investir na melhora do gramado. A entidade que organiza a Copa Sul-Americana e a Copa Libertadores da América, ficou de mandar profissionais para analisar o que pode ser feito. A informação foi passada pelos representantes de Ceará e Fortaleza.

ESTÁDIO PRESIDENTE VARGAS

Visto como possível solução para diminuir a carga de jogos na Arena Castelão, o estádio Presidente Vargas está com capacidade reduzida e pode receber apenas 10 mil pessoas, dos 20.166 lugares disponíveis no estádio. Em suas respostas, os gestores dos clubes negaram a possibilidade da realização de jogos no local.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui