Governo anuncia imposto zero para importação do gás de cozinha

0

A Receita Federal anunciou que zerou as alíquotas do PIS/Pasep e da Cofins sobre o gás liquefeito de petróleo (GLP) que será, posteriormente, envasado em recipientes de até 13 kg e destinado ao uso doméstico. A nova regra foi publicada na edição desta quarta-feira, 9, do Diário Oficial da União (DOU).

A decisão impacta a importação e a receita de comercialização do produto. A medida acontece no momento de alta dos preços de combustíveis em decorrência do conflito entre Rússia e Ucrânia, que vem impactando diretamente o mercado de petróleo em todo o mundo.

A Rússia é o maior exportador mundial de petróleo e derivados combinados, com exportações de cerca de 7 milhões de barris por dia, ou 7% da oferta global atualmente.

Segundo dados da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), o gás de cozinha ultrapassou o patamar de R$ 100 em todas as regiões do país nas últimas semanas, variando de R$ 109,40 a R$ 140.

Os preços do petróleo vêm escalando desde que a Rússia invadiu militarmente o território ucraniano. O preço da commodity chegou nesta semana ao seu nível mais alto desde 2008, a US$ 139,13 para o tipo Brent, negociado em Londres, quando os países ocidentais passaram a considerar um embargo ao produto da Rússia.

Segundo as autoridades russas, o preço do barril de petróleo pode disparar para US$ 300 se as nações do Ocidente interromperem as importações em razão da invasão russa à Ucrânia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui