Fortaleza perde fora de casa, mas se mantem na briga pelo G-4

0
Foto: Mourão Panda / América

O Fortaleza enfrentava uma das surpresas do campeonato, tradicional em sempre bater e voltar no campeonato Brasileiro, o America-MG faz uma boa campanha esse ano ficando na primeira metade da tabela, e fazendo valer o seu mando de campo conseguiu a vitória por 2×1 em um jogo, onde o time mineiro foi mais competente nas finalizações.

A primeira metade de jogo foi muito equilibrada, mas ainda com maior posse de bola para o Fortaleza (52% x 48%). Nas finalizações, melhor para o América, com nove, ante seis dos visitantes. Mas o protagonista dos 45 minutos iniciais foi o VAR. O árbitro Flávio Rodrigues de Souza foi chamado duas vezes para analisar possíveis pênaltis. Voltou atrás na decisão de marcar para o Leão e anotou toque dentro da área, favorecendo o Coelho. Na volta dos vestiários, domínio do Fortaleza nos 15 minutos iniciais, o que garantiu o gol de empate, marcado por David. O VAR até deu as caras novamente, para analisar uma possível penalidade em Lucas Kal, mas a arbitragem manteve a decisão de campo e nada marcou. Já nos minutos finais, o América conseguiu o gol da vitória com Felipe Azevedo, que saiu do banco de reservas.

O técnico do Fortaleza, Juan Pablo Vojvoda, não poupou críticas ao VAR após a derrota do Fortaleza para o América-MG, quando o sistema de monitoramento anulou um pênalti para o Tricolor, e assinalou outro contra. O comandante da área técnica também lamentou o resultado gerado, segundo ele, em 10 minutos de supremacia dos donos da casa, e aproveitou para convocar torcida para apoiar o grupo no próximo desafio, sábado (6), contra o Corinthians.

Sobre o resultado indigesto, o técnico argentino acredita que o placar tenha sido injusto, com boa atuação do Fortaleza, sobretudo, no primeiro tempo. A partida foi perdida, acredita Vojvoda, em 10 minutos de maior volume do América-MG.

“Não foi justo para mim, mas foi o resultado que se deu, a realidade. O América teve melhores momentos, 5, 10 minutos, e por isso que nós decidimos trocar três jogadores, para segurar esse bom momento do América. A partir daí, para trocar a realidade que estávamos vivendo, a partir das mudanças, houve o gol do América, e ficamos sem nada na partida”, comentou.

O Tecnico do Fortaleza também convocou a torcida para o jogo contra o Corinthians no Castelão

“Seguir trabalhando, seguir confiando, agora mais que nunca, nos nossos jogadores. Eu confio nos meus jogadores, os jogadores confiam nos seus companheiros, no clube, na diretoria. Todos que trabalhamos no dia a dia para fazer um melhor clube e um melhor time. Precisamos de todos, principalmente da torcida”

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui