ENEL recua de cobranças de provedores de internet após reunião na Assembleia Legislativa

0

Nesta terça-feira (22), representantes da Enel Ceará e provedores de internet participaram de reunião na Assembleia Legislativa do Ceará (ALCE) para discutir o aumento da taxa de compartilhamento de postes de energia.

Na ocasião, a distribuidora de energia elétrica suspendeu, por tempo indeterminado, o reajuste de 490% na cobrança por instalação e manutenção de equipamentos em postes. Até fevereiro, a Enel Ceará recolheu uma taxa no valor mensal de R$ 12,75 por utilização de poste para a distribuição de rede. A empresa previa aumentar o valor para até R$ 75,38.

O presidente da ALCE, deputado Evandro Leitão sugeriu que a cobrança seja suspensa temporariamente até que ambas as partes acordarem sobre o assunto. “Não é uma solicitação minha, mas de todos os mediadores”, comentou. Também participaram do encontro os deputados estaduais Acrísio Sena (PT), Davi de Raimundão (MDB), Nelinho (PSDB) e Delegado Cavalcante (PTB), além da assessora especial do governador Camilo Santana, Janaína Farias.

Ainda na reunião, foi aberto um Grupo de Trabalho com representantes da Enel e dos provedores de internet para debater o censo e a proposta de tarifa.

A Assembleia Legislativa, a Agência Reguladora do Estado do Ceará (Arce) e a Associação Brasileira de Provedores de Internet e Telecomunicações (Abrint) participarão das negociações. O Jornal Jangadeiro entrou em contato com a Enel Ceará, mas não obteve retorno até a publicação desta matéria.

Sobre o caso:

Na última sexta-feira (18), a empresa de energia elétrica alegou que a tarifa foi acordada anteriormente com os provedores de internet do Estado, assim, não estar “realizando cobrança indevida ou de uma nova taxa”.

Enquanto os representantes do segmento digital alegam que a atualização da tarifa trará prejuízos financeiros e até falência do negócio.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui