Cria da UFC é o primeiro a ganhar o prêmio Inventor do Ano da Ericsson, no continente

0
Tinha que ser cearense: Ícaro, formado em Engenharia Elétrica pela UFC, ganha prêmio internacional

O engenheiro eletricista Ícaro Leonardo da Silva, egresso da Universidade Federal do Ceará, foi um dos agraciados com o Inventor of the Year Award, concedido pela multinacional Ericsson. Ele é o primeiro sul-americano a ser distinguido com o prêmio criado para reconhecer o talento e o trabalho daqueles cujas inovações tecnológicas enriquecem o portfólio dessa multinacional, líder mundial no setor de telecomunicações com destaque na área de equipamentos de telefonia fixa e móvel.

No site da empresa, a premiação é justificada pelas colaborações de Ícaro para a evolução da tecnologia 5G (quinta geração de Internet móvel ou quinta geração de sistema sem fio), apoiando o desenvolvimento e o licenciamento de produtos dessa nova tecnologia. Ele também integrou a delegação da Ericsson no fórum industrial chamado 3GPP (que padronizou o 2G, o 3G e o 4G) e tratou do processo de padronização 5G NR (new radio), uma nova tecnologia de acesso via rádio (RAT) projetada para ser o padrão global para a interface aérea de redes 5G.

Ícaro Leonardo comenta que essa padronização do 5G permite a adoção dessa tecnologia em âmbito global, “ou seja, a tecnologia que a gente desenvolve chegará a cada smartphone e rede que forem vendidos no mundo inteiro”, diz.

Para ele, a premiação representa o reconhecimento da Ericsson aos “seus inventores mais produtivos” que, com suas criações, “geram um impacto significativo para a empresa, para indústria e na sociedade”. Ele considera ainda que o prêmio também representa um reconhecimento da indústria de telecomunicações como um todo, uma vez que a adoção das invenções no setor da tecnologia 5G é decidida por toda a indústria (em fórum como o 3GPP) e não somente pela Ericsson.

Como inventor, Ícaro informa que tem contabilizadas mais de 1.200 patentes depositadas em vários países nas mais diversas áreas das comunicações sem fio, entre as quais de técnicas de processamento de sinais, camada física de sistemas 5G, protocolos de sinalização 5G e gerenciamento de redes.

 Na UFC, Ícaro concluiu a graduação em Engenharia Elétrica em 2007 e o mestrado em Teleinformática em 2010. No trabalho de conclusão de curso (TCC) e na dissertação, ele ressalta que foi orientado pelo Prof. Rodrigo Cavalcanti, fundador e coordenador do Grupo de Pesquisa em Telecomunicações sem Fio (GTEL) na UFC.

Sobre a importância da UFC em sua formação, Ícaro destaca a oportunidade de participação em programas de intercâmbio e a colaboração com a indústria, através de incentivos fiscais. Já na graduação participou de intercâmbio com a Centrale Lyon, na França, despertando nele o desejo de buscar oportunidades profissionais na Europa.

“Anos depois, durante o mestrado, fiz parte dos projetos de colaboração entre o GTEL/UFC e o setor de pesquisas da Ericsson na Suécia, o que me fez enxergar na pesquisa industrial uma interessante alternativa de carreira. Isso só demonstra a importância do investimento em pesquisa nas nossas universidades, das mais diversas fontes”.

Foi a partir da colaboração entre GTEL/UFC e Ericsson, explica ele, que em 2009 foi convidado “a disseminar conhecimento na sede da Ericsson na Suécia, em Estocolmo, e buscar aplicações industriais para as ferramentas teóricas com as quais trabalhava na época”. Naquele país, contou com a coorientacão industrial do pesquisador Robert Baldemair, do departamento de pesquisa em comunicações sem fio da Ericsson, contribuindo para a conclusão do seu mestrado.

Fonte: Portal da UFC (Foto: Divulgação)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui