É falso: vídeo mostre polícia atirando em surfista brasileiro

0

Circula pelas redes sociais um vídeo de um surfista sendo retirado pela polícia a tiros do mar. A mensagem que acompanha as imagens diz que ele foi gravado na Praia do Futuro, em Fortaleza, e que o surfista estaria descumprindo o isolamento social.

No vídeo, um policial conversa com dois surfistas. Depois de um tempo, ele dispara em direção a um deles, que sai do mar e corre. A mensagem diz se tratar de Fortaleza e cita o governador do Ceará, Camilo Santana. “Depois vem o fascista e terrorista Camilo Santana dizer que o policial atirou por responsabilidade dele mesmo. E tira o dele da reta. Covarde”.

Porém, a informação é falsa. O vídeo foi feito, na verdade, na Praia Hermosa, na cidade de Jacó, na Costa Rica. Um dos surfistas que aparecem na imagem é Rafael Villavicencio. Ele postou o vídeo em sua conta pessoal no Instagram no dia 28 de março, mas diz que as imagens foram gravadas no dia 26.

No post, ele escreveu: “Isso aconteceu comigo. Reconheço que não deveria estar na água, mas isso não tem justificativa. A polícia atirou para matar”, conta. O surfista diz que abriu, inclusive, um processo contra o policial que efetuou os disparos. A seguir a prova material:

Julio Vacacela (@)@juliovacacela

La policía de Costa Rica repele a tiros a un surfista profesional que desobedeció la orden de quedarse en casa.

“Ya aprendió la lección. Es momento de obedecer y ser responsable de nuestros actos”, dijo el presidente de la Federación Costarricense de Surf.

Fonte: msn/Foto: (Divulgação)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui