Caso suspeito de varíola dos macacos no Ceará foi notificado em Fortaleza; paciente está isolado

0

O caso suspeito de varíola dos macacos no Ceará foi identificado em um residente de Fortaleza, segundo a Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa). O paciente está em isolamento e segue monitorado pela pasta. A notificação foi confirmada, nesta segunda-feira (30), pelo Ministério da Saúde.

Conforme a Sesa, a pessoa com suspeita de infecção não teria viajado para os locais onde a doença já foi registrada. Detalhes sobre sintomas e outros ainda não foram repassados.

Apesar do surto na América do Norte e na Europa, a doença ainda não chegou oficialmente ao Brasil. Na sexta, o primeiro caso da América Latina foi confirmado.

A pasta frisou que foram aplicadas todas a medidas recomendadas, incluindo a busca de contatos e a coleta de material para exames, que está em processamento.

“Salientamos que, após investigação epidemiológica do caso, não foi identificado nenhum deslocamento para áreas em que foram confirmados casos e nem contato com pessoas com a doença. A principal suspeita diagnóstica é varicela”, afirmou, em nota.

Além do Ceará, outro registro com indícios da infeção é investigado em Santa Catarina, totalizando dois casos suspeitos em todo o País.

O que é a varíola dos macacos?

A Organização Mundial da Saúde (OMS) explica que a doença recebeu esse nome porque foi identificada pela primeira vez em colônias de macacos mantidas para pesquisa, em 1958. Somente em 1970, foi detectada em humanos. A varíola dos macacos é causada pelo vírus monkeypox.

Apesar de ser da mesma família da varíola humana, o patógeno causador da doença dos macacos tem menor risco de complicações. Segundo a OMS, a enfermidade é encontrada na África Central e Ocidental, onde há florestas tropicais e os animais que podem transportar a doença.

Ocasionalmente, pessoas com varíola são identificadas em outros países, após viagens de regiões onde a varíola é endêmica.

Fonte: Diário do Nordeste

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui