Até as crianças sentem saudades do Carnaval de Rua de Fortaleza

0
As crianças, também, aproveitaram o Carnaval de Fortaleza. Alegria de Olívia (de Ladybug) e Kiira (de fadinha) é o suficiente

Passados os melhores dias do ano, pelo menos para grande maioria dos brasileiros, destinados ao Carnaval, vamos tentar mostrar como esse momento é vivido pelo fortalezense. De uma coisa é certo. Desde quando foi reinventado o Carnaval no Brasil, pelos descendentes afro-brasileiros e gente do povo, esse período ficou amalgamado à alma de nossa gente. Nas últimas décadas, o Carnaval vem ficando de cor mais clara. Quase branca.

Em terras da Pátria Amada, o velho Carnaval trazido pelos portugueses foi moldado, com passar dos anos, pelo verdadeiro espírito brasileiro. Tornou-se mais alegre, irreverente e contestador. Desde primórdios, a folia de Momo sempre refletia o sentimento mais sincero de todos dessa terra. Em alguns momentos, o pobre virava rei, a senhora casada virava um rainha. O políticos, também, eram representados. Seja da face do bem, como da face do mal.

E qual forma de melhor registar esses momentos. Inesquecíveis para toda comunidade. Antigamente era com desenhos. Hoje, era digital, esse tempo é enquadrado com simples celular. O Site da Rádio Clube 1200 vai mostrar alguns flagrantes de alguns carnavais da cidade. O Carnaval de Fortaleza, a cada ano, mostra que veio para ficar.

Conforme Natália Parente a festa foi animada e tinha segurança. Além do Pré-Carnaval, a capital cearense despontou com Carnaval realizado em vários pontos da cidade. Da beira-mar aos bairros periféricos. Entre eles, a festa de Momo na Praça da Gentilandia. À tarde jovens, idosos, casais de namorados, jovens mães brincavam o Carnaval em momentos de descontração e Paz. Concordava com ela, Jamile Queiroz.

Carnaval de Rua de Fortaleza. De ontem…

Fonte: De Arilo Araujo/Foto: ABA FILM/ Arquivo NIREZ

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui