Caos urbano: Crivella falha nas ações preventivas ao coronavírus na Rocinha

0

Mesmo com a confirmação das primeiras cinco mortes pela Covid-19, a Rocinha não mudou a rotina na manhã de hoje (08/04). O comércio abriu normalmente, e havia aglomeração de pessoas pelas ruas do bairro. Após uma reunião com agentes de saúde do município, o presidente da União Pró Melhoramentos da Rocinha, Wallace Pereira, vai convocar um encontro no fim da tarde para discutir com os que apenas atividades consideradas essenciais, como mercados, hortifrutis e lojas de materiais de construção, sejam mantidas abertas. Wallace criticou a prefeitura, alegando que a maior parte das ações preventivas tem sido adotada pela própria comunidade.

– Nós colocamos carros de som circulando pela comunidade alertando para evitar aglomerações. Panfletos e material educativo também somos nós que criamos. Também divulgamos mensagens pela rádio comunitária sobre o risco que o vírus está trazendo para a nossa comunidade. Cuprimos nosso papel. Mas o poder público não tem ajudado. No dia 21 de março, pedi em uma reunião na prefeitura para que a Comlurb lavasse e desinfectasse as ruas e vielas da comunidade até para reduzir os riscos de transmissão. Até hoje, não veio ninguém. Também não vi qualquer operação da Secretaria de Ordem Pública (Seop) para reprimir aglomerações, como em outros lugares da cidade – disse Wallace.

Segundo Wallace, a prefeitura também prometeu instalar tanques para moradores da comunidade lavarem as mãos. O serviço ainda não foi instalado. Apesar de as ações de prevenção estarem atrasadas, nunca é tarde demais. Mas têm que começar.

O líder comunitário avalia que pode haver subnotificações, já que não há testagem. Moradores com diagnóstico clínico são orientados a permanecer de quarentena em suas casas. Segundo ele, o monitoramento da evolução dos casos suspeitos é feito por troca de mensagens de celular com os agentes comunitários de saúde.

Fonte: Blog da Cidadania Foto: Márcia Foletto da Globo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui