Campanha: PF usa drones para coibir crimes eleitorais

0

Compra de votos, boca de urna, entrega de santinhos e outros crimes eleitorais vão passar a ser monitorados por veículos aéreos não tripulados nas eleições municipais de Fortaleza. A Polícia Federal (PF) realizou, nesta terça-feira (27), um exercício simulado com o uso de drones para a fiscalização de ilícitos eleitorais no Ceará. Os drones serão utilizados nas Eleições Municipais 2020. A ação aconteceu na sede da Superintendência Regional da PF no Ceará.


Pela primeira vez a PF utilizará esse tipo de equipamento para inibir e flagrar a prática de condutas vedadas no dia da votação. Em todo o Brasil, serão utilizadas 100 aeronaves capazes de registrar imagens em alta definição. O uso desse equipamento atende às normas da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC). Segundo o Delegado da Polícia Federal, Alan Robson, as imagens feitas por esses equipamentos podem ser usadas como prova de um processo penal.


“As fotos capturadas pelos drones são lícitas. Se eu coleto uma imagem de uma placa de um ônibus que está levando eleitores e não está autorizado pelo Tribunal Regional Eleitoral [TRE], ou aglomeração de pessoas, por exemplo, esses dados servem como prova. As pessoas podem responder a um processo criminal e podem ser condenadas com base nas imagens dos drones”, explica o delegado.


A PF já utiliza drones no combate à corrupção, crimes ambientais e tráfico de drogas, mas, de acordo com Robson, todo esse equipamento será utilizado preferencialmente no combate aos crimes eleitorais até o fim do pleito. “A lei determina que Polícia Federal atue com preferência no período das eleições a disposição da Justiça Eleitoral”, afirma.


No dia das eleições, juntamente com forças policiais, os drones irão sobrevoar as principais zonas eleitorais de Fortaleza em um raio de 2km e os dados coletados serão repassados a uma central da Polícia Federal. A tendência é que a PF utilize os drones para as próximas eleições.
O eleitor que perceber alguma ocorrência de crime eleitoral pode colaborar denunciando a Polícia Federal presencialmente ou pelo telefone (85) 3392-4934, ou ainda comparecer a uma sede do TRE, além de poder utilizar o aplicativo Pardal, desenvolvido pela Justiça Eleitoral, disponível para download nas lojas virtuais Apple Store e Google Play.

Pleito
O primeiro turno da eleição municipal em Fortaleza ocorrerá no dia 15 de novembro e o segundo turno está marcado para 29 de novembro. Os fortalezenses vão eleger um prefeito, um vice-prefeito e 43 vereadores responsáveis pela administração da cidade. Os mandatos começam a partir do dia primeiro de janeiro de 2021 e terminam em 31 de dezembro de 2024.

OE

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui