Brasil envia alimentos e remédios para vítimas da guerra na Ucrânia

0

Mais de 11 toneladas em alimentos, medicamentos e purificadores de água estão a caminho das vítimas da guerra na Ucrânia nesta segunda-feira (7). Um avião da Força Aérea Brasileira (FAB) leva a doação humanitária do Brasil vai direto para a Polônia, principal rota dos brasileiros que estão na região de conflito.

Os mantimentos foram recolhidos pelo Movimento União BR, a pedido da Agência Brasileira de Cooperação, ligada ao Itamaraty. São 400 mil refeições de preparo rápido. O estoque está armazenado no avião da FAB, que tem capacidade para trazer 80 pessoas.

A doação partiu de uma empresa brasileira especializada em alimentação instantânea e natural. “A gente tem trabalhado com esta refeição nas causas urgentes. São alimentos nutritivos, que misturados à água, viram sopa e risoto”, explica a fundadora e coordenadora da União BR, Tatiana Monteiro.

A fundadora do Movimento União BR contou que semanas atrás, no Brasil, distribuiu os alimentos às vítimas das intensas chuvas na Bahia, no Maranhão, em Minas Gerais e em Petrópolis (RJ). “Agora, os risotos e sopas irão não apenas saciar a fome dos ucranianos, mas sobretudo alimentá-los, física e psicologicamente”.

Em nota, o Ministério da Defesa informou que a carga já está preparada para o embarque. Após a chegada à Polônia, os mantimentos serão descarregados e distribuídos nas embaixadas localizadas na fronteira do país com a Ucrânia. O retorno da aeronave ao Brasil está previsto para quinta-feira (10)

A mesma aeronave da Força Aérea Brasileira que vai levar os alimentos e remédios realizará o resgate de cidadãos brasileiros refugiados da Ucrânia. Até o momento, cerca de 150 brasileiros conseguiram sair da Ucrânia e ir para países fronteiriços, sobretudo Polônia e Romênia, com o apoio das Embaixadas do Brasil nesses países.

“A iniciativa é um esforço conjunto do Governo do Brasil, que, prontamente, mobilizou-se para resgatar os brasileiros e para atender à solicitação do governo Ucraniano de apoio humanitário”, diz trecho da nota do ministério.

Para o Itamaraty, a união de todos foi fundamental para viabilizar a operação. Esses alimentos, assim como os demais itens da doação humanitária do Brasil, foram reunidos “para atender às necessidades mais prementes do povo ucraniano”, explica nota da Chancelaria brasileira.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui