Divulgado calendário de saques, inscrições e condições para receber R$ 600

0

Finalmente, foi anunciado parcialmente na manhã de hoje (07/04), o auxílio emergencial de R$ 600 para trabalhadores informais, intermitentes e microempreendedores é o principal projeto econômico do Governo Federal para combater a crise deflagrada pelo novo coronavírus. 

Na coletiva, no Palácio do Planalto, ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, divulgou essas primeiras informações sobre como deve ser o pagamento desse recurso. Inicialmente receberão os trabalhadores informais, microempreendedores individuais (MEI), autônomos e intermitentes sem emprego fixo, que não estejam recebendo benefício previdenciário ou seguro-desemprego.

Os três grupos principais com direito a receber: Beneficiários do Bolsa Família (Quem recebe Bolsa Família ficará, por três meses, com o auxílio, se o valor for maior), Autônomos e informais que estão no CadÚnico e Autônomos e informais que não estão no CadÚnico.

Para receber tem que se enquadrar nessas exigências:

  1. Cumprir o requisito de renda média (renda mensal de até meio salário mínimo por pessoa e de até 3 salários mínimos por família) até 20 de março de 2020
  2. Ser contribuinte ou facultativo do Regime Geral de Previdência Social
  3. Ter mais de 18 anos de idade
  4. Ter renda mensal de até meio salário mínimo por pessoa (R$ 522,50)
  5. Ter renda mensal de até 3 salários mínimos (R$ 3.135) por família
  6. Não ter recebido rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 em 2018

Quem não tem conta em banco ganhará uma poupança da Caixa sem custos e poderá receber pagamentos e fazer depósitos gratuitamente.

Calendário: Informais e cadastrados no CadÚnico:

  • Primeiro pagamento até 14 de abril. Correntistas do Banco do Brasil e poupadores da Caixa recebem já quinta-feira (09/04)
  • Segundo pagamento: 27, 28, 29 e 30 de abril pelo mês de aniversário
  • Terceiro pagamento: 26, 27, 28 e 29 de maio pelo mês de aniversário

Acesso: Site (auxilio.caixa.gov.br), Aplicativo (Caixa | Auxílio Emergencial) – Cidadão que não possuírem crédito no celular pré-pago poderão baixar o aplicativo sem cobrança pelo serviço e Central 111 (para consulta e dúvidas).

Fonte: www.gov.br/Foto: (Reprodução)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui