Até R$ 153 milhões poderão ser movimentados no Dia da Criança, em Fortaleza

0
Todo segmento comercial da cidade está preparada para o Dia da Criança, na capital cearense

Apesar da recessão bater na porta, no Dia das Crianças, domingo (12/10) a expectativa é de movimentar até R$ 153 milhões em Fortaleza neste ano. É o resultado da pesquisa sobre Potencial de Consumo do Fortalezense feita hoje (08/10) pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Ceará (Fecomércio Ceará). Com base numa avaliação similar a do ano passado, para o Dia Das Crianças.

A pesquisa revela que cerca 46,7% do fortalezenses optaram por não comprar presentes. São menos propensos a gastar no dia das Crianças. Enquanto 45,4% irão as compras. No entanto, 7,9% dos consumidores fortalezenses ainda estão indecisos. Destaca ainda que somente, 31,5% irão comprar até dois presentes e 29,2% apenas um. Para as famílias de baixa renda a situação é muito pior.

O presidente da Fecomércio, Maurício Filizola, afirma que mesmo com um menor quantitativo de pessoas presenteando na data, o valor de compra é maior. Lembra os 8% dos indecisos da pesquisa. “Isso mostra que até mesmo por ações dos empresários, organizando melhor as lojas, promovendo os produtos, alinhando preços, isso pode também fazer com que o número cresça”, aposta.

Entre as formas de pagamento, os consumidores preferem o pagamento à vista (65%), seguido de cartão de crédito (34%) e cartão de débito (6,7%). De acordo com a pesquisa,o ticket médio de gastos é de R$ 191,00.

Os shopping centers, em relação ao local de compras, lideram com 37,7% de predominância. Seguido de centros comerciais (28,3%), lojas de rua (24,9%) e camelos (13,7%). Entre os motivos que mais atraem os consumidores estão: promoções e descontos (50,2%), preços (38,8%) e qualidade dos produtos (22,2%).

A principal escolha, entre os que vão presentear, 72,1% dos consumidores afirmaram que pretendem comprar algum brinquedo. Segue a lista das preferências são: vestuários e acessórios (28,3%), calçados (5,8%), bicicletas (4,2%) e celulares e smartphones (3,5%).

O final de semana, conforme a pesquisa, aponta os dias mais aquecidos para o comércio. São 40% dos consumidores que afirmam não ter um dia certo para as compras, outros 30% preferem o sábado como o dia preferido e 9,% a sexta-feira como melhor dia. Esses são argumentos do levantamento feito pela Fecomércio Ceará.


DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui