Após filiar 12 prefeitos, PT planeja nova investida no Ceará e quer dobrar a bancada na Assembleia

0

Após se tornar a segunda maior força do Ceará em quantidade de prefeitos filiados, o Partido dos Trabalhadores (PT) planeja uma segunda investida para ampliar a base no Legislativo Estadual. Os dirigentes querem alçar a sigla ao posto de segunda maior força em quantidade de deputados estaduais. Para isso, o partido planeja dobrar a bancada já no próximo mês, saindo dos atuais quatro parlamentares para oito.

A corrida também é contra o relógio, já que a “janela partidária” se abre no próximo dia 3 de março. Neste período, deputados federais, estaduais e distritais poderão trocar de partido para concorrer ao pleito deste ano sem perder o mandato. O prazo para a mudança é até 1º de abril.

Vice-presidente nacional da sigla e deputado federal do Ceará, José Guimarães (PT) afirma que o partido usa como argumento a seu favor o momento da sigla no cenário nacional e também no estadual “O ambiente político está favorável para que tenhamos esse reforço. O PT atravessou um período de intensas dificuldades, nossos adversários acham que o PT estava morto, mas o partido ressurgiu com grande força eleitoral”, afirma.

NOVOS QUADROS

Apesar de os dirigentes petistas não revelarem os nomes que podem desembarcar no partido, alguns políticos já são apontados como futuros integrantes da sigla, entre eles, o atual líder do Governo na Assembleia, o deputado estadual Júlio César Filho (Cidadania). Outro nome cotado é o da deputada estadual Augusta Brito (PCdoB). 

Os dois parlamentares integram siglas que têm pequena representação na Câmara dos Deputados – PCdoB tem 8 deputados e o Cidadania soma 7. Essas legendas discutem uma possível federação para conseguir sobreviver após o fim das coligações no Brasil e com a cláusula de desempenho ameaçando inviabilizar o futuro das agremiações.

Tanto Júlio César quanto Augusta admitem conversas com o PT, mas apontam que a decisão só será tomada na janela partidária.

“A possibilidade de federação (do PCdoB) dá uma incerteza para algumas pessoas que estão esperando para definir o rumo, mas tenho conversas com o PT e estamos aguardando as últimas regras do jogo para saber como vamos jogar”, afirma Augusta.

A deputada, no entanto, acena que deve seguir o rumo do partido comandado por Lula. “Não será só a federação que irá definir meu futuro, tenho vontade de continuar este mandato pelo que ele representa, para ter mais mulheres na política, sendo assim, acho que estar no PT faz isso ser mais real”, conclui. 

Já o líder do Governo Camilo é mais cauteloso com o futuro político. “Tive convite do PT, estamos conversando com todos, porque tive convites de outras agremiações também, então estamos dialogando e vamos obedecer o calendário eleitoral, até porque nosso foco hoje é na liderança do Governo”, disse.

REFORÇO

Integrantes do PT definem este como um “segundo estágio” do partido de olho nas eleições deste ano. Segundo Guimarães, depois de aprovada a manutenção da aliança no Ceará com o PDT, o foco do partido é levar o ex-presidente Lula de volta ao Palácio do Planalto, garantir a eleição do governador Camilo Santana ao Senado Federal e ampliar as bases na Assembleia Legislativa e na Câmara dos Deputados. 

“(Na Assembleia), queremos chegar a pelo menos 8 deputados, mas estamos filiando muitas lideranças também, teremos muita gente chegando”, afirma.

Com esse redesenho de forças, o PT supera o MDB no Legislativo Estadual, consolidando-se como segunda maior força. Atualmente, o PDT tem a maior bancada, com 13 deputados, seguido do MDB, com cinco. Já o PT tem quatro deputados: Acrísio Sena, Elmano de Freitas, Fernando Santana e Moisés Braz. Caso o plano de ampliar a bancada se concretize, o partido chega a oito deputados.

Fonte: Diário do Nordeste

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui