85 anos da Pioneira, Ceará Rádio Clube (PARTE – 2)

2
Sede na Av. João Pessoa

Como dissemos na primeira parte, a década de 30 do século XX, jogou o Brasil em uma grande efervescência social com a entrada em cena de uma das personagens mais controversa e mitológica da vida pública Brasileira, o gaúcho Getúlio Dornelles Vargas.

No Brasil. No segundo ano do governo provisório de Getúlio, Em 1932, foi promulgado o código eleitoral que permitia o voto feminino e secreto. Em 1933 realizam-se eleições e, no dia 15 de novembro, instala-se a Assembleia Nacional Constituinte. Em julho de 1934, essa mesma Assembleia, promulga uma nova Constituição e elege Getúlio como Presidente da República, período que ficou conhecido como Governo Constitucional.

Cantor Francisco Alves

No Ceará.Getúlio dissolveu o Congresso e depôs os Governadores e os prefeitos, de todo o país, em 1932. Doravante, até 1934, os estados seriam governados por interventores. No Ceará, o primeiro interventor foi Fernandes Távora. Seu sucessor, Carneiro de Mendonça, ficou no cargo de 1931 a 1934, ano da licença definitiva e do registro da Ceará Rádio Clube. Outro acontecimento muito importante foi o falecimento de Padre Cícero Romão Batista (Padim) em 1934.

José jatahy (1937)

A Pioneira. Foi nessa década e seguintes que a Pioneira deslanchava com sua presença nos lares cearenses. Foram artistas cantores, dessas primeiras manifestações de broadcasting: José Jatahi, Romeu Menezes, o boêmio galã Moacir Weyne e Altair Ribeiro.

Lauro Maia e Aleardo Freitas. Fotografia tirada ao pé da torre de transmissão da Ceará Rádio Clube. Bairro Damas (1936)

O cronista e escritor Otacílio Colares informa de que por volta dos anos iniciais da Ceará Rádio Clube, tocavam piano em seus estúdios revelações como José Pompeu Gomes de Matos, Lauro Maia, José e Estevão Emílio de Castro e Aloysio Pinto.

Fortaleza. Ainda segundo escritor: na Fortaleza dessa época, com seus oitenta mil habitantes só sobrava a população as sessões de cinema dos “popularíssimos cinemas centrais, Majestik e Moderno”…”só restava, para encompridar a hora de recolher-se à casa, o recurso dos longos papos às mesas de cafés, que os havia, as dezenas, à roda e nas proximidades da Praça do Ferreira. Nesses cafés de frequência variada, lá estavam os pequenos rádios receptores, todos em mogno, geralmente com caixas em forma ogival, em cantoneiras no geral de mármore e ao alcance apenas da sintonia do proprietário, na transmissão das vozes, então máximo, de Vicente Celestino, Silvio Vieira, Augusto Calheiros, Alberto Perroni, Gastão Fomenti, entre outros.”

Receptor de rádio da década de 30

Por esses dias vieram a Fortaleza, para cumprir programas ao microfone da Ceará Rádio Clube grandes nomes do rádio brasileiro: Silvio Caldas, Francisco Alves e Carlos Galhardo. Em 1936, a empresa promoveu o primeiro concurso para locutor e a contratação de Paulo Cabral de Araújo. Raimundo Menezes e José Limaverde (falecidos).

Na parte 3, vamos falar sobre a década de 40 e a incorporação aos Diários Associados. Nossos agradecimentos ao sr.Miguel Ângelo de Azevedo-Nirez- Pequisas e redação: Arilo, Everardo Lopes e Márcio Aurélio. Direção: Márcio Aurélio

2 COMENTÁRIOS

  1. Parabéns por trazerem e reviverem a história do nosso rádio cearense. Gostaria de saber da localização exata da Ceará Rádio Clube na Avenida João Pessoa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui